Está procurando alguma editora ou artista em específico? Digita o nome na caixa de busca!

R$49,14

Descrição

O imaginário jurídico em obras de Ariano Suassuna: diálogos entre Direito e Arte (organizado por Ezilda Melo e Marta Gama)

Editora: Studio Sala de Aula
Acabamento: capa cartonada
Cor do miolo: preto
Formato: 15,5 x 23 cm
Páginas: 359
Edição:
Ano: 2020
Idioma: Português
País de Origem: Brasil
Classificação: não disponível
Categorias: coletânea, não ficção

Ariano Suassuna célebre escritor, dramaturgo e poeta brasileiro, produziu, ao longo de sua vida, uma extensa obra que se desdobra em textos teatrais, poesia e romance e que nos fala de um povo castanho, o povo brasileiro, forjado violentamente pela “herança dos invasores mouro-ibéricos, fundida ao tronco encrespado dos povos negros e tapuias”; e do seu espírito épico e guerreiro, mágico, alegre e sedutor.É desde o “Sertão, a terra luminosa do sol”, cujo “amor invencível a essa terra de dor, apego do líquen à rocha do sofrimento” é declarada pelo autor, que ele nos fala. Mas o Sertão-Mundo de Suassuna para além da sua secura, da dor e da dureza que impõe à vida então vivida, é uma terra mítica e mágica, com sua nobreza sertaneja, suas festas extravagantes, com sua gente forte e destemida, que resiste e persiste e que também é potência que cria e inventa formas de vida poéticas, mágicas, míticas. Nesta coletânea temos 19 ensaios escritos por 21 autoras e autores que buscam expandir os limites de compreensão do fenômeno jurídico, tomando como plano de composição e dispositivo disruptor do imaginário instituído do mundo jurídico, a obra de Ariano Suassuna. A vertente metodológica adotada é do Direito e Literatura, certo de que a literatura, pela sua dimensão inventiva, pela flexibilidade e constante renovação da linguagem, por sua abertura para a pluralidade de significação e interpretações, se apresenta para o Direito como um relevante repertório, que pode ajuda a refletir sobre as suas performances, problematizando seus institutos e suas significações. As obras literárias, portanto, ao favorecer uma visão mais profunda, complexa e esclarecedora da realidade humana, do mundo e das relações sociais, contribui neste sentido para uma ampliação significativa do universo de compreensão do Direito.

Autorias:

Ana Paula da Silva Sotero, Carolina Castelo Branco Melo, Danilo Arnaut, Ezilda Melo, João Paulo Allain Teixeira, Keyce Tamara de Avila, Letícia Sampaio, Luciano Tourinho, Marilize da Silva Bentes, Manuellita Hermes, Marco Aurélio Serau Junior, Marta Gama, Míriam Coutinho de Faria Alves, Paloma Leite Diniz Farias, Rafaela Cabral Damasceno, Raique Lucas de Jesus Correia, Rômulo Bittencourt, Selma Pereira Santana, Thiago Aguiar de Pádua, Willis Santiago Guerra Filho, Wilson Seraine da Silva Neto.