Está procurando alguma editora ou artista em específico? Digita o nome na caixa de busca!

R$13,00

Descrição

Pedro Américo: ligeira notícia biográfica do genial pintor paraibano (Horácio de Almeida)

Editora: A União
Acabamento: capa cartonada com orelhas
Cor do miolo: preto
Formato: 15 x 21 cm
Páginas: 104
Edição:
Ano: 2013
Idioma: Português
Classificação: não disponível
Categorias: não ficção

Apresentação:

O Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Educação tem a honra de patrocinar a reedição do livro sobre Pedro Américo, escrito por Horácio de Almeida e publicado pela Editora A União em 1943. Consideramos de grande preciosidade a reprodução dessa obra de literatura, de arte e de cultura e por tratar-se da vida de um paraibano, de Areia, que logo cedo manifestou seu talento, sua arte, sua pintura.

O livro conta a história de Pedro Américo, que se tornou conhecido por meio de um desenho que havia feito na parede de um dos muros da sua cidade, impressionando admiravelmente um grupo de pesquisadores que trafegavam em Areia. O talento do menino despertou nos pesquisadores o interesse em algo que pudesse contribuir para uma carreira promissora a Pedro Américo, dando-lhe a oportunidade de desenvolver tão grande potencial. Interesse maior dos pesquisadores talvez fosse obter benefícios imediatos à expedição, no sentido de contar com um artista para os registros escritos laborais, durante o trajeto de pesquisa. Tinha apenas 10 (dez) anos de idade quando recebeu o consentimento da família para partir com os pesquisadores.

No Rio de Janeiro, o menino recebeu incentivos para estudar, desenhar e pintar inúmeros quadros,  expressando seu valioso talento. Todavia, nem tudo transcorreu favoravelmente… Enfrentou dificuldades de ordem financeira, emocional e relacional, ao ponto de deixar o país. Quando os incentivos falhavam tinha na arte o recurso que o erguia para enfrentar novos desafios.

A Batalha do Avaí foi uma entre inúmeras obras brilhantes… Esta obra foi exposta em Florença, na Itália, com a presença de D. Pedro II, que fora àquela cidade inaugurar o fascinante trabalho de Pedro Américo, avaliado como a maior obra de arte que o Brasil produzira e uma das maiores do mundo. Em meio a lutas, dificuldades e perseguições chegou a escrever livros, fazer doutorado e se tornar professor da Academia de Artes. Deixou o Brasil, indo morar na Europa, onde encontrou ambiente propício para muitas das suas aspirações.

Pedro Américo tem muito a ensinar aos adolescentes e jovens escolares. A leitura, os estudos, a arte e a riqueza cultural são meios promissores de carreiras majestosas e memoráveis, que fazem história e cidadania.

Recomendamos que este livro esteja disponível a todos e a todas que queiram aprender a fazer história com os próprios talentos e vontades. Sempre é tempo de tomar uma atitude e fazer a diferença, apostando na realização de sonhos e objetivos grandiosos que contribuem para a cultura de um povo, de uma nação e para felicidade pessoal.

Este livro, em linguagem simples e representativa da época em que foi escrito, é um paradidático, uma história, uma lição de vida. É tudo para uma primorosa leitura!

Márcia de Figueiredo Lucena (Secretária de Estado da Educação)