Está procurando alguma editora ou artista em específico? Digita o nome na caixa de busca!

R$13,00

Descrição

La historia del arco iris / A história do arco-íris (Messina Palmeira)

Editora: A União
Acabamento: capa couché
Cor do miolo: colorido
Formato: 21 x 15 cm
Páginas: 32
Edição:
Ano: 2019
Idioma: Espanhol, Português
Classificação: livre
Categorias: infantil, literatura

De bruxa a fada:

A arte de brincar com as palavras e com os nomes é uma das características a literatura infantil. A escritora Sylvia Orhtof sabia utilizar com mestria esse recurso, valendo-se dessa possibilidade “metafórica ou ornamental” para valorizar seu texto, como bem frisa Ana Letícia Souza Garcia no ensaio Os nomes próprios como criação literária em Sylvia Orthof. A escritora e teatróloga brasileira escolhia muito bem o nome de suas personagens.

A escritora Ana Maria Machado, ao estudar as “criaturas de papel” de Guimarães Rosa, afirma que quando um autor confere um Nome a uma personagem já tem uma ideia do papel que lhe destina. No caso de Guimarães Rosa, tudo era pensado, previamente.

Messina Palmeira, jornalista e escritora, autora de A história do arco-íris, parece ter seguido a lição de quem entende do risco do bordado e criou uma personagem com dupla personalidade: ela é bruxa, no início da narrativa, e tem um nome motivado semanticamente – Malvina. Pouco a pouco se transforma, torna-se uma pessoa boa é muda de nome, passa a se chamar Benvinda.

O ilustrador Tônio se encarregou de dar colorido às imagens e apresentou uma bruxa com cara de mulher má, montada em uma vassoura, como costuma ser a representação das bruxas. Ao visualizar a megera, surge logo a ideia de que ela estava tramando alguma coisa ruim. Na sequência, observam-se meninos brincando distraídos em um campo de futebol. O que terá ocorrido? Não vou contar, mas boa coisa não aconteceu. Como surgiu Benvinda? A autora e o ilustrador sabem, o leitor curioso poderá também saber, mas precisa antes ler o livro.

Tônio acompanhou pari passu as transformações ocorridas no decorrer da história e deu um toque pessoal no surgimento de uma nova mulher – uma fada, carinhosa, capaz de fazer afagos. O resto é com você, caro leitor.

A história do arco-íris pretende viajar por outros mundos, percorrer céus e mares, atravessar as fronteiras da Paraíba e do Brasil. As crianças de países distantes poderão usufruir dessa narrativa cheia de encantos, surpresas e novidades.

Neide Medeiros Santos (professora e crítica literária)